Como um Projeto Mecânico Personalizado pode Otimizar sua Linha de Produção de Alimentos

Antes da Revolução industrial, os produtos eram produzidos por artesões que, em sua grande maioria, detinham todo processo produtivo em suas mãos, desde a coleta dos materiais primários até a venda do produto final. Isso fazia com que cada produto fosse uma peça única e exclusiva, e os métodos aplicados para a construção destes fossem de cada artesão. Quando as máquinas surgiram no contexto industrial, a padronização e a linha de produção tiraram essa característica de exclusividade, tanto para as soluções industriais quanto para os produtos produzidos. 

No entanto, o contexto atual de mercado e consumo busca algo que mescle os modelos de produção já adotados pela humanidade de maneira que as soluções possam entregar produtos de qualidade e diferenciados, seja pelo volume produtivo, pelo método sustentável de produção ou seja pela personalização disponível. Estamos em um momento de agilização de todos os segmentos de mercado, onde não se paga mais apenas pelo produto mas também pela experiência que o acompanha.

A agilização dos produtos no setor alimentício de serviços muitas vezes afeta a qualidade dos alimentos que estão sendo produzidos, porém isso não significa que não seja possível desenvolver novos métodos para manter o sabor. Um ótimo exemplo disso são as manteigas aviação ou sucos de laranja naturais, que são mais caros que os concorrentes justamente pelo contexto e qualidade de produção nos quais são inseridos.

A percepção de valor sobre esses produtos, no entanto, não vem sem um investimento por parte do empreendedor ou empresa con. Para chegar em uma grande escala de produção com qualidade invejável, cada produto alimentício considerado premium possui um estilo único de máquina o qual advém de um projeto mecânico bem elaborado para as exatas necessidades de cada linha de produção. 

Tal Projeto mecânico em questão pode ser uma melhoria de uma máquina para aumentar a produção, um refino no controle da mistura dos ingredientes principais ou uma melhor integração em cada componente da fábrica para que cada vez menos interação humana seja necessária e assim agilizar o ritmo de produção. 

Um exemplo disso é uma máquina que separa os tomates que ainda não estão maduros o suficientes para serem usados na linha de produção. Essa máquina separa os tomates verdes dos maduros por meio da identificação de cores. Após saírem de uma esteira os tomates entram em uma pequena queda livre, neste momento, sensores de cores distinguem os tomates verdes dos vermelhos para que braços mecânicos batam nos tomates verdes e joguem eles para um tanque de refugo, retirando-os da linha de produção. A análise e despacho acontecem muito rápido, mal sendo perceptíveis ao olho humano, dado a tamanha velocidade. O mesmo processo, feito por humanos, levaria muito mais tempo e necessitaria de funcionários trabalhando durante várias horas. Esse é um exemplo de projeto mecânico pensado para um propósito, gerando significativa melhora na qualidade do produto final e redução de custos a longo prazo.

Outro exemplo é uma máquina de fazer bolinhos de lanche japoneses. Nesta máquina os ingredientes são colocados em tubos que despejam a massa pastosa em cima de uma chapa redonda que gira, esta por sua vez possui a temperatura exata para quando completar uma volta um lado do bolinho esteja no ponto ideal, após isso um braço mecânico vira o bolinho e o deixa completar mais uma volta e após o término desta o bolinho é despachado. Esses exemplos mostram que para cada situação específica há uma máquina personalizada ou um projeto de integração mecânico que incorpore valor no produto final, de modo que acelere a sua produção como a máquina de fazer bolinhos japoneses ou uma máquina que além de acelerar sua produção também assegura uma melhor qualidade no produto final, como o caso da máquina separadora de tomates. Vale notar que em ambos os casos a linha de produção se tornou mais produtiva pois cortou gargalos entre etapas e interações humanas.

Para conseguir um destaque produtivo e que se adeque para as suas condições exclusivas, um projeto mecânico personalizado é necessário. A Motriz é uma empresa júnior que já trabalhou com diversas empresas para desenvolver um projeto mecânico personalizado para suas necessidades e assim causar impacto em suas linhas produtivas. Se você também é uma empresa ou empreendedor com necessidades exclusivas vamos desenvolver juntos uma máquina especialmente focada nas suas necessidades!

ENTRE EM CONTATO