Análise de MateriaisAnálise de Materiais

        Cada componente em um conjunto tem sua função específica a ser cumprida, essencial para funcionamento geral, e que caso não seja cumprida pode causar um impacto negativo de grande escala. Por isso assegurar que todas as peças ou conjuntos possuam suas durezas, pureza, temperabilidade, entre outros, garantidos pelo fornecedor, é essencial para o funcionamento do complexo.

        A análise de materiais vem com tal intuito, de assegurar que nenhuma parte individual cause risco à produtividade. Para tal diagnóstico processos que podem ser utilizados são, ensaio de tração, análise de composição de uma liga, teste da resistência mecânica de choques ou pressão, verificação de qualidade do material e sua pureza, testes à fadiga, ou longas exposições a determinada condição. Apesar de todos esses métodos e objetivos usados, é apenas uma parte de tudo que a Análise de Materiais pode averiguar e assim garantir segurança ao desempenho geral.

        Por outro lado, caso a falha já tenha acontecido, a análise leva em conta diversos aspectos intrínsecos da peça para averiguar o motivo. Um processo muito interessante e que revela muito do que aconteceu com a peça ou conjunto são os diversos Ensaios de Materiais. Dentre esse há o teste da tração e da dureza em laboratório e por meio de máquinas destinadas a esse propósito além averiguação por especialistas para validar a informação que levam em conta as variadas propriedades dos materiais que compõem a peça, assim como suas especificações e modo de trabalho, para determinar os motivos – fadiga, falha de produção, impurezas em excesso, mal uso, etc –  e possíveis medidas corretivas.

        A análise de materiais pode ocorrer de diversas formas e com determinados objetivos, e desde sua criação a Motriz realiza análises de materiais em conjunto com os laboratórios da Unicamp e  com professores experientes, dentre os procedimentos realizados pela motriz estão por exemplo:

  • Ensaios de Materiais (Tração, dureza e impacto);
  • Análises de Composição;
  • Análises por Micrografia;
  • Análises por Microscopia de Varredura.
  • Fluorescência de Raio-X.

        Todos esses procedimentos possuem como objetivo final uma descrição completa e detalhado da propriedade dos materiais usados no componente, além de um perfil da segurança que se tem ao usar tal peça. A fim de conseguir reduzir possibilidade de falhas, certificar-se que a peça possui a qualidade desejada e que o equipamento tenha segurança enquanto manuseado.

Fale com um de nossos consultores, eles podem esclarecer suas dúvidas e encaminhá-lo para a direção certa de graça: